Eu não tenho a miníma ideia do que fazer no futuro
Não quero ter que pesar nisso agora
É tão complicado pensar no futuro e imaginar 
Fazer uma coisa o resto da minha vida; 
É complicado sair do meu mundinho protegido
Contra a realidade
E enfrentar cara a cara 
Meus obstáculos e medos. Pensar no futuro me destrói, 
Me da calafrios.
Tenho medo  de não ser boa o suficiente
De não alcançar minhas metas, 
De sofrer amargamente.

Queria viver o presente e quando chegasse a hora de decidir o que fazer, ou seja, que rumo tomar, simplesmente pular essa parte e ir direto para o final. As pessoas à minha volta esperam tanto de mim, até de mais fico com medo de não ser boa o suficiente para alcançar as expectativas deles. Pode ser bobo, mas não tem como eu não pensar assim, as expectativas são tantas que até parece que irei explodir.Eu sei o que eles querem que eu faça, o que eu siga. E eu tenho medo de tentar algo focado nas minhas qualidades e depois me arrepender. Eu penso " Cara, pode ser o resto da vida fazendo a mesma coisa!"; e desanimo novamente, minha cabeça chega dói de tantas duvidas, que nem sei se serão respondidas...

Eu sei, lá no fundo na hora de decidir pensarei em todos e esquecerei de mim. O medo pode continuar ou desaparecer, mas terei que enfrentar a realidade de qualquer jeito, pode doer ou até eu sofrer, mas não poderei correr para sempre. Minha mente tem que aceitar os desafios. Talvez não seja tão ruim, ou tão difícil, as pessoas parecem felizes.Só tenho que me lembrar de dar o meu melhor e não esquecer de Deus, sem ele minhas forças são como folhas secas em um galho qualquer. Tenho que enfrentar, mas até lá posso fugir mais um pouco e me divertir em meu mundinho. Quem sabe as coisas mudam, e eu não seja tão indecisa... Eu tenho mais é que continuar e não parar para me torturar pensando no futuro. A vida continua mesmo com os galhos que encontramos pela frente, são só galhos. Só desafios para testar nossos limites e amadurecermos cada vez mais. Por ora só poderei dizer isso . 

Deixe um comentário