E mais uma vez eu estava me punindo por não conseguir ser boa o suficiente para minha família, queria ser perfeita, fazer tudo certo, e ser bonita. Estava um pouco cansada, mas meu cansaço não impediu que lágrimas rolassem em minha face, por que não consigo ser perfeita? Todos a minha volta são só eu que não! Soco o travesseiro da minha cama ao meu lado, e fico tonta. Talvez eu devesse comer um pouco, só que uma voz no fundo de minha cabeça me proibia, eu tinha que ser punida. Fui dominada por um sono pesado, só queria deitar, e nunca mais levantar.
A chuva me consola, com suas gotas no telhado imagino-me voando, como uma borboleta, linda como uma modelo... Mas sei que não passa de um sonho nunca seria magra, jamais! O que realmente me entristece é as pessoas não me conhecerem, se afastarem de mim, isso dói, e quando gosto de um garoto ele até me nota, só que o problema é que não sou bonita. Nem tenho mais amigos, queria ter alguém para contar meus segredos, sair as sextas a noite, toma sorvete no final de semana e me acompanhar ao salão de beleza... Por ora só consigo fantasiar.

- Mel.

Deixe um comentário